Como anda seu DESEJO SEXUAL?

Será que é só cansaço do dia-a-dia ou você já está apresentando uma disfunção sexual?


Cada vez mais, a queixa da falta ou do baixo nível de desejo sexual aumenta nos consultórios de terapeutas sexuais e se torna uma das principais causas na busca de ajuda. Sinônimo de "apetite sexual", o desejo sexual é a etapa inicial desencadeadora do processo fisiológico do orgasmo e da satisfação sexual.


É pouco provável que, sem desejo sexual, uma pessoa consiga atingir o orgasmo.

Alguns pesquisadores apontam que as principais causas psicossomáticas para a falta/baixa de desejo sexual são:


  1. 26% dos casos estão associados à transtornos na relação do casal - rotinização da vida íntima, conflitos de poder, hostilidade manifesta ou encoberta, casamentos mantidos por razões sociais, etc.

  2. 19% dos casos deve-se a aspectos ligados ao estresse - preocupações econômicas, instabilidade no trabalho, perda de emprego, etc.

  3. E, apenas 3,8% tem sua causa na diminuição da atração física da parceria - rejeição quanto ao aspecto físico.

Portanto, fica claro que: ROTINA não combina com DESEJO SEXUAL e na grande maioria das vezes isto NÃO TEM nada a ver com ASPECTOS FÍSICOS DO PARCEIRO (tipo engordar, ficar grisalho, etc.).



Falta de desejo sexual?


Existem causas orgânicas para esta disfunção, que estão associadas a aspecto hormonais. Mas, se você já procurou um ginecologista, fez exames e esta hipótese foi descartada, ou seja, se não há nada fisiológico que justifique o fato de não sentir mais desejo sexual, responda a este teste(*) e veja se já está na hora de procurar um terapeuta sexual.








Tendo como referência temporal os últimos seis meses, responda:


1. Eu inventei desculpas para evitar relações sexuais?

( ) Frequentemente ( ) Poucas vezes ( ) Nunca


2. Achei as relações sexuais que tive desagradáveis e não senti prazer?

( ) Frequentemente ( ) Poucas vezes ( ) Nunca


3. Nem pensei em me masturbar?

( ) Frequentemente ( ) Poucas vezes ( ) Nunca


4. Tenho estado mau humorada para ter relações sexuais?

( ) Frequentemente ( ) Poucas vezes ( ) Nunca


5. Duvidei se sou uma pessoa atraente?

( ) Frequentemente ( ) Poucas vezes ( ) Nunca


6. Sexo hoje? Nem pensar!

( ) Frequentemente ( ) Poucas vezes ( ) Nunca


7. Fingi estar dormindo para que meu parceiro não tentasse ter relações sexuais comigo?

( ) Frequentemente ( ) Poucas vezes ( ) Nunca


8. Duvidei se sou uma pessoa apaixonada?

( ) Frequentemente ( ) Poucas vezes ( ) Nunca


9. Tive discussões e brigas com meu parceiro porque não queria ter relações sexuais?

( ) Frequentemente ( ) Poucas vezes ( ) Nunca


10. Não tive nenhuma fantasia sexual?

( ) Frequentemente ( ) Poucas vezes ( ) Nunca


Pontuação:

Some 2 pontos para cada resposta assinalada como NUNCA

Some 1 ponto para cada resposta assinalada como POUCAS VEZES

Some 0 para cada resposta assinalada como FREQUENTEMENTE


Resultado:

Se a somatória da sua pontuação foi abaixo de 12 pontos, significa que seu desejo sexual está baixo e já pode estar trazendo implicações para seu relacionamento e sua auto-estima. O ideal é procurar ajuda o quanto antes.


(*) Teste adaptado por Bruna Soarez, Terapeuta Sexual, de Rodrigues Jr. (2001).


549 visualizações

Siga Sexualidado do Casal:

  • sexualidadedocasal
  • Facebook ícone social
  • Instagram

©2019 por Sexualidado do Casal | Psicoterapeuta Bruna Soarez | Brasil